sábado, 16 de abril de 2011

Educadora Socioprofissional

Licenciatura de Educação Socioprofissional


Este blogue surge no âmbito das Unidades Curriculares de Técnicas de Animação Grupo e Metodologias e Técnicas de Educação, Gerais e Especiais II. Esta UC incluí-se no plano de estudo de 2º ano da Licenciatura de Educação Socioprofissional. Foi proposto e orientado pelo Master Carlos Jorge De Sá Pinto Correia, tendo como objectivo de evidenciar a informação, reflexão e a divulgação de trabalhos realizados individualmente ou em grupo.
Pretendo divulgar este blogue como sendo a minha página pessoal de apresentação Académica que estas levaram-me a crescer e a ser mais forte nas minhas decisões!

A Pedagogia do Educador Socioprofissional

O objectivo principal do Educador Socioprofissional é de formar cidadãos conscientes, responsáveis, dinâmicos e com autonomia para a realização de projectos pessoais, sociais e profissionais de forma a criar uma sociedade melhor.
O Educador Socioprofissional pode ser mais uma valia, para as crianças/jovens e idosos institucionalizados, para a população desempregada com baixa escolaridade e em risco de exclusão social e também pode ser uma mais-valia para toda a sociedade fragilizada e pouca interventiva.
O Educador Socioprofissional demarca-se da educação geral, e sobretudo da escolar, pelo carácter não formal de uma intervenção direccionada para todas as pessoa, independentes da sua situação de vida.
O Educador Socioprofissional é um grande contributo para a valorização do Ser, do Ter, do Estar, do Fazer, do Saber e do Criar.
Segundo Carvalho (2004,p.66), o projecto constitui a expressão efectiva da capacidade humana de transcendência, corporizando a crença na possibilidade de mudança, tanto ao nível da alteração do vivido como da intervenção de dias inteiramente novos, desenhados na esfera do sonho onde a finitude do humano realiza a sua vocação para a imortalidade e para o infinito.

Perfil do Educador Socioprofissional

O perfil profissional e as competências que os educadores socioprofissionais necessitam estão a tornar-se claros à medida que se vão definindo as funções destes profissionais.
Apesar das dificuldades de especificar as funções dos educadores socioprofissionais considerando a diversidade das realidades sociais e a complexidade de competências administrativas que provém de instituições tanto públicas como privadas. Alguns estudiosos (A. Petrus, J. Trilla e J.M.Quintana), tentam detalhar exaustivamente as funções dos educadores socioprofissionais que sintetizam a função detectora e de análise dos problemas sociais e das suas causas, a função de orientação e de relação institucional, a função de relação e dialogante com os educandos, função reeducativo no seu sentido mais amplo, função organizativa, e participativa na vida quotidiana e comunitária, função de animação grupos, função promotora de actividades sócio-culturais, a função docente social, função económica profissional.
A Educação Social corresponde a um espaço profissional que corresponde a um encontro entre a área social e a área da educação, que só por si justifica alguma igualdade no que diz respeito à informação de uma identidade profissional, ou ainda mais se agrava pelo facto de termos em referência duas áreas profissionais complexas. Estas duas áreas procuram a sua própria identidade. A educação social autonomiza-se relativamente ao trabalho social pelo carácter pedagógico que determina os seus modelos de actuação. Por outro lado a educação social demarca-se da educação em geral e sobretudo da educação escolar pelo carácter não formal de uma intervenção direccionada para todas as pessoas independentemente da sua situação na vida. Para que o trabalho de um educador social seja avaliado eficazmente é necessário que o educador se afirme como um bom intérprete da realidade social.
Fonte: (in de Carvalho, Adalberto; Baptista, Isabel, Educação Social, Porto Editora)


Este trabalho foi realizado no âmbito da Unidade Curricular Sociopedagogia e Formação de adultos.
Este trabalho foi realizado na Unidade Curricular Pedagogia Geral e Sociopedagogia.

7 comentários:

Sandrina Valente disse...

Obrigada pela partilha!! Já "corro" atrás deste livro à algum tempo...ainda fiquei com mais vontade de o ler! Ficará para quando tiver um pouco mais de tempo, que ele agora urge....

Parabéns pelo blogue Isabel!! ;)

Isabel Castro disse...

O instinto é a razão em rebento, a qual se desenvolve com o tempo, experiência e reflexão.

Anónimo disse...

Este blg, está muito,muito bom
Parabén!

anónimo

Rosa disse...

Ainda não tive muito tempo para ver todo o teu trabalho, mas sim acho que está perfeito como tu sabes fazer. Estas no bom caminho continua És uma guerreira. Parabéns,
Amiga

Anónimo disse...

continua a complementar o teu blog está exelente, Parabéns

Anónimo disse...

está fantástico o blog, temos que dar a continuação
M

Anónimo disse...

Blog bastante interessante não só do ponto de vista de um Educador Socioprofissional mas do público em geral. Blog de simples navegação e bastante rico em informação, o essencial para um bom blog. Parabéns pelo excelente trabalho, a continuares assim não tenho a mínima dúvida do teu sucesso no futuro como uma eEducadora Socioprofissional. Continuação de um bom trabalho!
João Matos